Notícias » Rússia

Em celebração por vitória contra nazistas, Putin justifica invasão à Ucrânia

Praça Vermelha recebeu desfile em comemoração à vitória soviética contra alemães na 2ª Guerra

Fabio Previdelli Publicado em 09/05/2022, às 16h09

Putin durante discurso
Putin durante discurso - Divulgação/YouTube/The Telegraph

Nesta segunda-feira, 9, a Praça Vermelha de Moscou recebeu o desfile das Forças Armadas em celebração à vitória do Exército soviético em 1945 sobre a Alemanha nazista durante a Segunda Guerra Mundial

Presente na celebração, o presidente russo Vladimir Putin comentou sobre a invasão à Ucrânia pouco antes do início das festividades. “Vocês lutam pela pátria, por seu futuro”, começou seu discurso se dirigindo aos militares de seu país. 

Segundo o ex-agente da KGB, que está no poder desde o início do século, a “operação militar especial” na nação vizinha se justifica pelo fato de que Kiev preparava um ataque contra os separatistas pró-Rússia no leste do país.

Além do mais, segundo Putin, os ucranianos visavam desenvolver a bomba atômica e recebiam o apoio da OTAN para isso. "Estava sendo formada uma ameaça totalmente inaceitável, diretamente, em nossas fronteiras".

Foi a única decisão correta possível", completou o chefe de Estado russo, segundo a AFP.

O desfile e a declaração de Zelensky

Desde que ascendeu ao poder, em 2000, Vladimir Putin organiza o desfile para celebrar, no dia 9 de maio, tanto a data em que os soviéticos derrotaram os alemães nazistas quanto a força da Rússia após a derrocada da extinta União Soviética

Antes do desfile realizado na Rússia, entretanto, o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky publicou um vídeo afirmando que sua nação não permitirá que a Rússia “se aproprie da vitória sobre o nazismo”

"No dia da vitória sobre os nazistas, nós estamos lutando por outra vitória. O caminho para esta vitória é longo, mas não temos dúvidas sobre nossa vitória", continua. “Nós vencemos na época. Vamos vencer agora".