Notícias » Brasil

Em edição online, Festival Internacional de Cinema de Santos abre inscrições para mostras competitivas

Como em 2020, o Festival acontece online e rompe as fronteiras da cidade e do país, tornando-se um evento internacional. Nesta edição especial serão aceitos somente produções de mulheres para as mostras competitivas

Redação Publicado em 18/01/2021, às 15h43

Imagem meramente ilustrativa
Imagem meramente ilustrativa - Imagem de Bokskapet por Pixabay

Santos Film Fest - Festival Internacional de Cinema de Santos chega em 2021 em uma edição especial, virtual. As inscrições são gratuitas e estão abertas de 18 de janeiro a 8 fevereiro, para as Mostras Competitivas nacionais – com produções audiovisuais brasileiras contemporâneas–, e internacionais – apresentando ao público produções que nem sempre encontram espaço no circuito comercial por aqui – aceitando apenas filmes realizados por mulheres para as mostras competitivas. Os melhores curtas e longas-metragens serão premiados pelo júri e pelo voto popular.

O Festival vem ressaltando a importância da representatividade, com filmes e presenças de artistas negros, LGBTQIA+ e mulheres, e nesta edição especial, que acontece entre os dias 16 e 23 de março, dá protagonismo integral à presença das mulheres no mercado audiovisual.

Nesta edição especial online serão apresentados cerca de 60 filmes, entre curtas e longas-metragens, nacionais e internacionais, divididos em diversas mostras e categorias, além das atividades, como as rodas de conversa e workshops com profissionais da área.

Como nos anos anteriores, quando homenageou personalidades do cinema como os atores Luciano Quirino,Ondina Clais,Julia Katharine,Paulo Betti, os diretores Sérgio Rezende,Eliane Caffé,Angela Zoé e Daniel Rezende, entre outros, este ano prestará tributo à importantes profissionais mulheres do cinema brasileiro.

Já para a 6ª edição, que pretende ser presencial, entre 22 a 29 de junho, o foco será a produção nacional de filmes infantis, animações e produções de gênero (ficção científica, terror, ação).

O festival

Realizado com sucesso em 2014 e 2015, ainda como Mostra Cine Brasil Cidadania, reunindo filmes de longa-metragem brasileiros contemporâneos inéditos na Baixada Santista, a partir de 2016, com a inclusão de produções estrangeiras e a necessidade de atender à demanda e aumentar a programação, passou a se chamar Santos Film Fest - Festival Internacional de Cinema de Santos.

Nestes cinco anos, exibiu cerca de 300 filmes, nacionais e internacionais, promoveu mais de 80 atividades formativas gratuitas entre bate-papos, oficinas e masterclasses, além de exposições e apresentações musicais com artistas regionais, envolvendo mais de 400 profissionais das mais diversas áreas culturais.

Com o tema De Retomada à Retomada: Resistiremos!, a primeira edição online do Festival, em 2020, exibiu aproximadamente 70 filmes, através da plataforma de streaming Videocamp,  tornando-o um evento bem mais amplo, alcançando diversas cidades no Brasil e países como África do Sul, Alemanha, Argentina, Chile, Estados Unidos, Filipinas, Holanda, Itália, Irlanda, Irlanda, Japão, Portugal, entre outros.

Santos e o cinema

A relação da cidade com o cinema nasceu em 1897, com sua primeira exibição cinematográfica, e, a partir daí, os santistas se apaixonaram pelo cinema, chegando a ser a cidade com maior número de salas por habitante do Brasil nos anos 30, a famosa “Cinelândia” – hoje tem 22 salas comerciais e 5 públicas de cinema, além de cineclubes, projeto de cinema itinerante e cursos de graduação e pós-graduação em audiovisual.

Na Baixada Santista, importantes festivais pavimentaram o caminho, como o Festival de Guarujá, nos anos 70, e o Festival de Cinema Brasileiro de São Vicente, na virada do século.

O Santos Film Fest presenteou a baixada com um festival internacional apresentando longas-metragens e sua maior edição foi em 2018, com mais de 100 filmes – pela primeira vez na região um festival apresentou programação tão extensa.

O Santos Film Fest - Festival de Cinema de Santos – edição especial online é realizado através do ProAC, Programa de Ação Cultural da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, com recursos da Lei Aldir Blanc, Ministério do Turismo, Governo Federal, com apoio do Sesc Santos e da UniSantos. O evento é dirigido pelos produtores André Azenha e Paula Azenha.