Notícias » Brasil

Em entrevista, caseiro revela rotina de Lázaro Barbosa em fazenda

Alain Reis afirmou que inicialmente teve medo de dizer o que sabia para a polícia, por ter sido ameaçado pelo foragido: "Ele falou: 'ó, se você falar [...] eu vou pegar tu e tua família'"

Redação Publicado em 28/06/2021, às 08h15

Alain Reis de Santana, em entrevista para o Fantástico
Alain Reis de Santana, em entrevista para o Fantástico - Divulgação/ TV Globo / Fantástico

No último domingo, 27, o programa da TV Globo, Fantástico, exibiu uma reportagem sobre Lázaro Barbosa. Na ocasião, a atração acompanhou de perto as buscas pelo foragido em Cocalzinho de Goiás e também entrevistou o caseiro de uma fazenda, onde o criminoso esteve escondido. As informações são do G1.

Segundo revelado na publicação, na semana passada, a polícia chegou perto de prender Lázaro após investigações revelarem que o fugitivo estava escondido na fazenda de Elmi Caetano Evangelista, ex-patrão da mãe de Barbosa.

Na ocasião, o fazendeiro e o caseiro, Alain Reis de Santana, foram presos por facilitação de fuga. Evangelista negou que estivesse ajudando o criminoso, contudo, Santana confirmou o caso. O caseiro foi solto por colaborar com as investigações.

Em entrevista ao Fantástico, Alain deu detalhes sobre a rotina de Lázaro na fazenda. Ele afirmou que o homem procurado pela polícia há 20 dias, dormiu por cinco noites na propriedade de Elmi.

Além disso, Reis informou que Barbosa estava armado com uma espingarda e que possuía um celular. De acordo com o caseiro, o foragido fazia suas refeições diariamente no local, com o consentimento de seu patrão.

Na conversa, Alain informou que inicialmente teve medo de dizer o que sabia para as autoridades, já que teria sido ameaçado pelo criminoso: "Ele [Lázaro] falou: 'ó, se você falar para alguém ou pelo menos desconfiar que tu tá falando para alguém que eu tô aqui atrás, eu vou pegar tu e tua família'", revelou.


Relembre o caso

Lázaro Barbosa está sendo caçado por autoridades do Distrito Federal e Goiás, desde o dia 9 de junho, são mais de 270 agentes envolvidos na operação. O homem é procurado por uma chacina que tirou a vida de quatro pessoas em Ceilândia.

Desde então, as autoridades realizam buscas na região rural de Goiás, local onde o sujeito está escondido, como apontaram as investigações.

Segundo revelado pela polícia, para continuar foragido, Lázaro se esconde em áreas de mata e fazendas. Ele está armado, invade propriedades e faz moradores como reféns.