Notícias » Família Real Britânica

Em entrevista, Harry admite que abusava de substâncias na tentativa de mascarar a dor da perda de sua mãe, Lady Di

Em nova conversa com a apresentadora Oprah Winfrey, o príncipe voltou a falar de sua vida pessoal. Confira!

Penélope Coelho Publicado em 21/05/2021, às 08h00

Príncipe Harry em entrevista para o programa The Me You Can't See
Príncipe Harry em entrevista para o programa The Me You Can't See - Divulgação/Youtube/The Telegraph

Em nova entrevista para apresentadora Oprah Winfrey, para a sua nova série ‘The Me You Can't See’, da Apple Tv, o príncipe Harry voltou a falar de sua vida pessoal e recordou momentos difíceis que teve que encarar após a trágica morte de sua mãe, Diana, em um acidente de carro, no ano de 1997.

Anteriormente, em março deste ano, Harry e sua esposa Meghan Markle, já haviam concedido uma bombástica entrevista para Oprah, na qual relataram aspectos polêmicos da Família Real britânica.

De acordo com informações publicadas ontem, 20, pela BBC, agora, o filho de Charles e Lady Di falou sobre os problemas de saúde mental que enfrentou após perder a mãe, com somente 12 anos de idade.

Na conversa com Oprah, Harry admitiu que, já na fase adulta, chegou a recorrer ao álcool a fim de mascarar a dor que sentia. O príncipe afirmou que também estava disposto a usar drogas para “ter a sensação de não sentir nada”.

"Mas eu comecei a perceber: ok, não estou bebendo de segunda a sexta, mas eu provavelmente estou bebendo o equivalente de uma semana em uma noite de sexta ou sábado. Eu bebia sozinho não porque apreciava aquilo, mas porque estava tentando mascarar algo", admite.

Harry afirma que foi Meghan quem o incentivou a buscar ajuda profissional para lidar com os traumas do passado:

“Eu sabia que se eu não fizesse terapia e cuidasse de mim, eu iria perder a mulher com quem eu me via passando o resto da minha vida [...] Rapidamente, eu estabeleci que, para o nosso relacionamento dar certo, eu teria que lidar com o meu passado, porque tinha muita raiva ali. E não era raiva dela. Era apenas raiva, e ela entendeu isso", finaliza.

Confira!