Notícias » Suécia

Em Estocolmo, mãe é acusada de confinar filho em apartamento por 28 anos

De acordo com a mídia local, a vítima de 41 anos foi encontrada em condições subumanas e apresenta diversos machucados no corpo

Redação Publicado em 01/12/2020, às 14h56

Imagem ilustrativa de uma prisão
Imagem ilustrativa de uma prisão - Divulgação/Pixabay

De acordo com informações publicadas nesta terça-feira, 1, pela BBC, autoridades suecas anunciaram nesta manhã a prisão de uma idosa de 70 anos em Estocolmo.

A mulher é acusada de ter trancafiado seu próprio filho dentro de um apartamento, por 28 anos, após tirar o rapaz da escola quando ele tinha entre 11 e 12 anos de idade.

Segundo revelado pelas autoridades e pela imprensa local, o homem — atualmente com 41 anos — foi encontrado ferido, desnutrido, com machucados nas pernas, praticamente sem dentes e com muita dificuldade para falar e se locomover.

A polícia chegou até o local após um integrante de a família alertar sobre a situação do cidadão, após a mulher de 70 anos passar mal e precisar de ajuda. As autoridades confirmaram que o homem foi hospitalizado.

"Havia urina, sujeira e poeira. Cheirava a mofo. Ninguém faz limpeza há anos", revelou o membro da família que encontrou a vítima, a pessoa preferiu não se identificar.

Agora, as autoridades da Suécia trabalham na investigação do caso para entender o que aconteceu. De acordo com um parente da idosa, a mulher se tornou superprotetora após ter perdido um filho ainda jovem, contudo, até o momento não se sabe as motivações para os atos cometidos por ela.