Notícias » Personagem

Rafael teria alterado o próprio nariz em famoso autorretrato, aponta estudo

A conclusão só foi possível graças a pesquisas forenses feitas com um molde de gesso de crânio atribuído ao pintor

Caio Tortamano Publicado em 12/08/2020, às 07h00

Rafael Sanzio, pintor Renascentista
Rafael Sanzio, pintor Renascentista - Wikimedia Commons

Por meio de um molde de gesso atribuído ao crânio do grande artista renascentista Rafael, cientistas da Universidade de Roma reconstruíram em 3D a cabeça do rapaz. Uma das referências utilizadas pelos pesquisadores foi um autorretrato do artista feito em 1506, e levou a uma observação no mínimo curiosa.

Os olhos e boca do artista foram reproduzidos com perfeição e maestria, mas, em compensação, seu nariz  foi levemente alterado para que parecesse mais delicado e fino. Rafael era conhecido por seus contemporâneos por buscar sempre a perfeição, o mais belo. Por isso, em seus auto-retratos, ele sempre se pintava mais velho, nunca representando-se com a idade que realmente tinha.

Reconstrução facial 3D de Rafael / Crédito: Divulgação/Tor Vergata University

 

A obra analisada não foi a única a contar com uma visão mais utópica do nariz do rapaz, mas foi por meio dela que a suposta farsa foi descoberta. A reconstrução feita pelo professor Mattia Falconi representa Rafael em seus últimos anos, mais próximo da morte, quando usava barba.

O renascentista faleceu em 1520, quando tinha 37 anos de idade. A causa da morte foi, provavelmente, uma pneumonia, e foi enterrado com honrarias no Panteão de Roma. Falconi contou com a ajuda de especialistas em técnicas forenses para a reconstrução, muito utilizadas em investigações criminais. “Quando terminamos eu pensei, ‘Nossa, já vi esse rosto antes’”, confessou Mattia.