Notícias » Estados Unidos

Em homenagem ao 11 de setembro, Biden pede para que norte-americanos se unam como na época dos atentados

Os ataques terroristas completam 20 anos neste sábado

Wallacy Ferrari, sob supervisão de Penélope Coelho Publicado em 11/09/2021, às 11h18 - Atualizado às 11h49

Biden em discurso na Casa Branca
Biden em discurso na Casa Branca - Getty Images

Na noite da última sexta-feira, 10, o presidente dos EUA,Joe Biden, divulgou um vídeo discursando na Casa Branca, residência presidencial estadunidense, onde homenageou as vítimas dos ataques de 11 de setembro de 2001 contra o Pentágono e World Trade Center, que completou 20 anos neste sábado.

Previamente gravado, o chefe de estado pediu união ao povo norte-americano relembrando os esforços da época do ataque e os comparando com o momento de divisão que o país vive atualmente pelas discussões sobre vacinação, voto e aborto.  De acordo com ele, reconheceu que a necessidade de pacificar foi a maior vitória do país com os atentados.

“Para mim, essa é a lição central do 11 de Setembro. É que nós, no nosso momento mais vulnerável, nos avanços e recuos que nos fazem humanos, e na batalha pela alma dos EUA, temos na união a nossa força”, disse o líder após classificar os sentimentos de ódio, medo, raiva e violência como “as forças mais negras da natureza humana”.

Na manhã de hoje, o presidente visitou o memorial das Torres Gêmeas derrubadas em Nova York junto da primeira-dama, Jill Biden, como informa a CNN Brasil.