Notícias » Ditadura

Em homenagem aos seus 50 anos, todas as edições do Pasquim serão disponibilizadas online

O importante jornal de deboche aos costumes brasileiros foi digitalizado pela Biblioteca Nacional e poderá ser acessado em sua Hemeroteca

André Nogueira Publicado em 27/06/2019, às 08h00

None
Reprodução

Ao atravessar o período da ditadura com deboche e irreverência, o Pasquim foi um importante jornal de humor brasileiro. Criado no dia 26 de junho de 1969, durante os Anos de Chumbo, o semanário funcionou até 1991. 

Completando 50 anos na última quarta-feira, (26), o jornal era famoso por suas charges e suas entrevistas, em que a zoeira era a maior arma política contra o autoritarismo.

Para comemorar o aniversário, a equipe da Biblioteca Nacional trabalhou para digitalizar as 1.072 edições publicadas do periódico. O material estará disponível na pagina digital da hemeroteca da Biblioteca a partir de agosto.

Algumas capas do Pasquim / Crédito: Reprodução

 

A BN possuía, em seu acervo, 602 edições da revista. As outras 470 foram cedidas para o setor de digitalização pelo cartunista Ziraldo, que participava da equipe do Pasquim, e pela Associação Brasileira de Imprensa.

Por enquanto, não há ferramentas de pesquisa na plataforma, sendo possível somente visualizar páginas d’O Pasquim. Esta ferramenta será disponibilizada somente em outubro, após a inauguração de um portal que acompanha a abertura de uma exposição sobre o jornal que será realizada no SESC Ipiranga.