Notícias » Brasil

Em Jaboatão dos Guararapes, sapo encontrado em cemitério com boca colada

Animal ainda apresentava alguns ferimentos nas costas

Fabio Previdelli Publicado em 15/02/2021, às 12h59

Imagem do sapo
Imagem do sapo - Divulgação

Na cidade de Jaboatão dos Guararapes, na região metropolitana de Recife, um inusitado caso de maus-tratos de animais chamou a atenção do Cetas/ Tangará, a unidade de tratamento de animais silvestres mantida pela Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH), no Recife.  

Tudo porque, em um cemitério local, um sapo foi encontrado com a boca colada e outras lesões em seu corpo. O animal foi encaminhado até uma Unidade Básica de Saúde (UBS) Pet, onde foi atendido por uma equipe de veterinários. 

Por meio de uma nota, Yuri Marinho, gestor do Cetas/Tangará, disse que o animal, conhecido popularmente como sapo-cururu, além da boca colada, apresentavam ferimentos nas costas. O bicho foi encontrado por uma dona de casa, que o encaminhou até a UBS Pet.  

Na nota, Marinho ainda informou que, após a reabilitação do anfíbio, o mesmo será solto na natureza. O gestor ainda reforçou a importância da espécie para o controle de diversos insetos na cadeia alimentar. Além do mais, o especialista disse que, por serem sensíveis, a ausência deles indica que o meio ambiente está poluído.