Notícias » EUA

Em meio à pandemia, Latam anuncia pedido de recuperação judicial nos Estados Unidos

Medida drástica busca a retomada das contas em déficit da empresa, que é uma das maiores do continente

André Nogueira Publicado em 26/05/2020, às 13h01

Aeronave da companhia
Aeronave da companhia - Wikimedia Commons

A companhia aérea paulistana LATAM declarou falência oficialmente nos EUA, pouco tempo depois da mesma atitude tomada pela Avianca. A medida, que possibilita uma reorganização financeira diante de gigantescas dívidas, expõe a crise das gigantes da aviação em plena crise sanitária causada pela Covid-19.

O anúncio de recuperação judicial, que ocorre na tentativa de não haver colapso total da empresa, foi anunciada hoje, 26, mas não afetará imediatamente os planos de voo. A declaração engloba as filiais da Colômbia, do Peru e do Equador. Medida busca “garantir a sustentabilidade do grupo”, anunciou.

Em diminuição de 95% da atividade padrão em meio à pandemia, a LATAM disse esperar retornar ao patamar de 18% dos voos em junho. Apesar disso, já houve a demissão de  funcionários na América Latina.

Segue o anúncio do Conselho Administrativo, comandado por Ignácio Cueto, em comunicado oficial:

"Diante da maior crise da história da aviação, o conselho aprovou esse caminho após analisar todas as alternativas disponíveis para garantir a sustentabilidade do grupo. No passado, nos adaptamos a novas realidades e por isso estamos confiantes de que a LATAM será capaz de ter sucesso no contexto pós-COVID-19 e continuar a servir a América Latina, conectando a região ao mundo".