Notícias » Brasil

Em MG, pessoas deixam suas casas por perigo de rompimento de barragem

Segundo os bombeiros da região, existe “99% de chance de a barragem [da Usina do Carioca] se romper”

Pedro Paulo Furlan, sob supervisão de Pamela Malva Publicado em 10/01/2022, às 19h00

Imagem do rio São João em sua seção em Pará de Minas
Imagem do rio São João em sua seção em Pará de Minas - Divulgação / Prefeitura de Pará de Minas

No último final de semana, vídeos de bombeiros nas cidades mineiras de Onça de Pitangui, Pará de Minas e Pitangui tomaram conta das redes sociais. Nas imagens, os oficiais alertam que a barragem da Usina do Carioca tem “99% de chance de se romper”.

Com o rompimento da estrutura e as chuvas, o Rio São João fortemente transbordaria, causando danos graves às moradias nas três cidades em Minas Gerais, às bordas do corpo de água, citadas anteriormente. O grande aumento no nível da água e o volume que pode transbordar, então, resultariam em trágicas inundações.

Devido a estes perigos, as organizações responsáveis pela supervisão da barragem já estão avisando a população ao redor do rio que a melhor maneira de lidar com a crise seria deixando suas casas e procurando por outros abrigos.

De acordo com a Agência Brasil, cerca de 34 pessoas seguiram os conselhos e avisos, deixando suas moradias com apoio de bombeiros e agentes da Defesa Civil. Outras dezenas de pessoas, contudo, ainda sofrem grande perigo, mantendo-se em suas casas.

Os 99% podem ter sido exagerados em relação às probabilidades reais, que ainda estão sendo investigadas pelo Corpo de Bombeiros, Defesas Civis, prefeituras e técnicos da Santanense, conferindo o nível da água uma vez a cada 30 minutos. Porém, de qualquer maneira, é um perigo real e deve ser tratado com seriedade.