Notícias » Brasil

Em rede social, Gloria Perez faz críticas à lei brasileira e menciona caso Lázaro

A autora demonstrou indignação com o caso; sabe-se que no ano de 1992, sua filha, Daniella Perez, foi assassinada

Penélope Coelho Publicado em 18/06/2021, às 11h24

Gloria Perez, em entrevista no ano de 2015
Gloria Perez, em entrevista no ano de 2015 - Divulgação/Youtube/Canal Futura/2015

Recentemente, a autora de novelas, Gloria Perez, usou sua rede social oficial para demonstrar sua indignação em relação ao caso Lázaro Barbosa, que há dez dias está sendo procurado pela polícia, após matar quatro pessoas em uma chacina em Brasília e fazer moradores como reféns, na zona rural de Goiás. As informações são do UOL.

Através de seu Facebook, Gloria criticou as leis do Código Penal do Brasil, e questionou a existência das famosas saidinhas: “Um batalhão de agentes policiais continua em campo, na caça ao serial killer. Lázaro já tinha uma ficha criminal de meter medo. E porque não estava preso? Estava preso sim, mas veio a saidinha da Páscoa”, escreveu Perez.

A autora continuou: “Lázaro foi liberado para festejar a Páscoa e está festejando, a seu modo: com chacinas, roubos, estupros, e a mobilização de mais de 200 agentes para prender de novo!”.

No ano de 1992, a escritora perdeu a filha de 22 anos, Daniella Perez, em um assassinato brutal que chocou o país. Na ocasião, a jovem atriz foi morta por Guilherme de Pádua, que na época contracenava com ela na novela Corpo e Alma da TV Globo, a trama era escrita por Gloria.

Desde então, Perez se posiciona a fim de tornar a lei brasileira mais rígida para os criminosos. Confira o post.

Publicação na rede social da autora de novelas / Crédito: Divulgação/Facebook/Gloria Perez