Notícias » Pandemia

Em relatório, OMS aponta que o novo coronavírus tem origem animal

O estudo é resultado da recente viagem da equipe até Wuhan, na China

Redação Publicado em 29/03/2021, às 12h38

Imagem meramente ilustrativa
Imagem meramente ilustrativa - Pixabay

Desde que a pandemia do novo coronavírus transformou radicalmente a maneira como vivemos, uma das grandes questões que tentamos entender é como o vírus foi transmitido para humanos.

Agora, especialistas que englobam uma comissão internacional da OMS (Organização Mundial da Saúde) parecem ter encontrado uma resposta.

Conforme repercutido pelo site Terra, os profissionais acreditam que é ‘muito provável’ que o novo coronavírus tenha sido levado de morcegos para humanos através de um animal que agiu como intermediário.

"Apesar de vírus semelhantes terem sido encontrados em morcegos, a distância evolucionária entre esses vírus e o Sars-CoV-2 é estimada em várias décadas, sugerindo um elo perdido", diz o documento. "O cenário que prevê um hospedeiro intermediário é considerado de provável a muito provável".

No entanto, ainda é impossível determinar o animal que teria agido como intermediário.

Nada de laboratório

Outro dado muito interessante dessa pesquisa é que o relatório descarta a possibilidade de o vírus ter sido criado em laboratório, descrevendo essa hipótese como ‘extremamente improvável’.

Vale ressaltar que a pesquisa é resultado da recente viagem que a Instituição fez até Wuhan, cidade na China que é dada como o ponto inicial da pandemia do novo coronavírus.

Uma probabilidade, defendida pelos profissionais envolvidos na pesquisa, é que a transmissão poderia ter sido feita através de alimentos congelados. Afinal, o coronavírus é capaz de se manter ‘vivo’ em temperaturas baixas.