Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Ucrânia

Em vídeo, soldados russos correm desesperados após drone jogar bomba

Explosivo foi jogado na trincheira em que os militares estavam posicionados

Redação Publicado em 28/05/2022, às 07h17

Soldados russos correm após drone jogar bomba - Divulgação / Youtube / IstoÉ
Soldados russos correm após drone jogar bomba - Divulgação / Youtube / IstoÉ

Um grupo de soldados russos foi surpreendido, recentemente, por um drone ucraniano que jogou uma bomba na trincheira em que se encontravam, na região de Severodonetsk. É possivel ver, em vídeo, o desespero dos militares, que correm para salvar suas vidas em meio ao conflito.

"Um inimigo desmoralizado, moralmente e fisicamente exausto é sempre uma presa mais fácil para nossos soldados das Forças de Defesa. E os operadores das Forças de Operações Especiais [SSO] das Forças Armadas da Ucrânia conhecem muitas maneiras de manter os russos em suspense", disseram os ucranianos em nota divulgada.

"Como resultado do ataque, de acordo com nossos soldados, quatro russos receberam um status ‘bom’ e voltarão para casa em sacos para corpos. A unidade desmoralizada dos ocupantes deixou a posição em pânico", prossegue o texto, conforme informações da IstoÉ.

“Na linha de frente, nossos operadores participam dessa ação o tempo todo. É importante para nós que os invasores russos esperem perigo a cada minuto, se cansem e percam a atenção importante na frente. Soldados da SSO da Ucrânia realizam essa tarefa surpreendentemente bem", finaliza.

Guerra teve início há 3 meses

As tropas de Vladimir Putin invadiram o território ucraniano no dia 24 de fevereiro deste ano, dando início à guerra. Desde desde então, cidades inteiras foram destruídas e milhares de pessoas foram mortas, entre militares de ambos os lados e civis.

Segundo a fonte, o Estado-Maior das Forças Armadas da Ucrânia aponta que, entre 24 de fevereiro e 24 de maio, os russos teriam perdido em torno de 29.350 soldados em combate.