Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Europa

Em visita a Hungria, Bolsonaro chama Orbán de irmão

O presidente do Brasil destacou sua afinidade em valores com o húngaro, valorizando 'Deus, pátria, família e liberdade'

Paola Orlovas, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 17/02/2022, às 15h24

Jair Bolsonaro ao lado de Viktor Orbán nesta quinta-feira, 17 - Getty Images
Jair Bolsonaro ao lado de Viktor Orbán nesta quinta-feira, 17 - Getty Images

Em uma visita oficial à Hungria realizada nesta quinta-feira, 17, o presidente Jair Bolsonaro se encontrou com Viktor Orbán, o primeiro-ministro do país.

Em uma declaração para a imprensa, o presidente do Brasil destacou sua afinidade em valores com o húngaro e o chamou de irmão:

"Prezado Orbán, é uma satisfação muito grande estar na Hungria. Considero o seu país o nosso pequeno grande irmão. Pequeno se levarmos em conta as nossas diferenças nas respectivas extensões territoriais, e grande pelos valores que nós representamos, que podem ser resumidos em quatro palavras: Deus, pátria, família e liberdade. Comungamos também da defesa da família com muita ênfase. Uma família bem estruturada faz com que a sua respectiva sociedade seja sadia. Não devemos perder esse foco", afirmou Jair Bolsonaro. 

Completando sua fala, o presidente brasileiro destacou o primeiro-ministro húngaro, dizendo: "Prezado Orbán, trato como irmão, dada a afinidade que temos na defesa dos nossos povos."

Durante sua fala, Viktor Orbán lembrou das vítimas da tempestade em Petrópolis e destacou o fato de que Bolsonaro foi o primeiro presidente brasileiro a visitar a Hungria. Jair Bolsonaro havia, mais cedo, ido em uma cerimônia em homenagem aos heróis húngaros, e visitado János Áder, o presidente do país.