Notícias » Crimes

Embaixadora das Filipinas deve voltar ao país após acusação de agressão

Representante da nação asiática no Brasil, Marichu Mauro está sendo investigada por agredir uma funcionária de 51 anos

Pamela Malva Publicado em 26/10/2020, às 15h00

Fotografia de Marichu Mauro, a embaixadora das Filipinas no Brasil
Fotografia de Marichu Mauro, a embaixadora das Filipinas no Brasil - Divulgação/Departamento de Relações Exteriores das Filipinas

Em agosto deste ano, embaixadora das Filipinas no Brasil, Marichu Mauro, foi acusada por constantes agressões contra sua empregada doméstica. Hoje, o governo filipino exigiu que a representante voltasse imediatamente para o país.

No último domingo, 25, o Fantástico, da Globo, divulgou as imagens de segurança da residência diplomática, em Brasília, que estão sendo usadas no caso. Nos vídeos, é possível perceber que Marichu agredia sua funcionária com bastante frequência.

Em uma rede social, o chefe da diplomacia das Filipinas, Teddy Locsin Jr., afirmou que a embaixadora deveria retornar para o seu país o mais rápido possível, a fim de justificar as agressões. A vítima, que tem 51 anos, por sua vez, também voltou para as Filipinas, onde nasceu, e deve colaborar com as investigações de lá.

Marichu Mauro chegou ao Brasil em 2018, ainda durante o governo Temer, e foi condecorada recentemente pelo presidente Jair Bolsonaro. Representante das Filipinas também na Colômbia, Guiana, Suriname e Venezuela, ela está sendo investigada.