Notícias » Estados Unidos

Empresa de Trump cometeu ações ‘fraudulentas’, diz procuradoria

Documento divulgado nesta quarta-feira, 19, revelou novas denúncias sobre a The Trump Organization

Penélope Coelho Publicado em 19/01/2022, às 11h07

Donald Trump, em julho de 2021
Donald Trump, em julho de 2021 - Getty Images

Nesta quarta-feira, 19, um documento oficial foi entregue à Justiça do estado de Nova York, a respeito da The Trump Organization, empresa do ex-presidente dos Estados UnidosDonald Trump.

Segundo a procuradora de NY, Letitia James, a companhia de Trump enganou bancos e autoridades fiscais. Agora, a intenção é que o republicano e seus filhos prestem depoimento sobre a investigação civil de fraude.

De acordo com informações publicadas pelo portal de notícias g1, a procuradora afirma que os laudos apontam evidências de que a The Trump Organization usou de artifícios "fraudulentos ou enganosos" em avaliações. Objetivo era obter empréstimos e benefícios fiscais.

Descobrimos evidências significativas que sugerem que Donald J. Trump e a Organização Trump avaliaram de forma falsa e fraudulenta vários ativos e deturparam esses valores em informes a instituições financeiras para benefício econômico", revela o documento.

Além disso, segundo James, a empresa do ex-presidente também é acusada de alterar valores nas prestações de contas. Até o momento em que essa reportagem vai ao ar, o político ainda não se pronunciou sobre o caso.