Notícias » Europa

Empresária compra vibrador da Era Vitoriana

Produzido no século 19, objeto erótico foi o presente de um rico anglo-irlandês para sua esposa

Redação Publicado em 05/08/2019, às 11h00

None
- Reprodução

Enquanto o restante da Irlanda Vitoriana sofria com a escassez, um rico comerciante presenteava sua esposa com um objeto icônico. Era um dildo, ou vibrador, fabricado na China com a presa de um elefante em algum momento entre 1899 e 1901 e comprado pelo anglo-irlandês durante uma viagem ao exterior.

Objeto disputado

Descrito por uma casa de leilão irlandesa como “antigo companheiro de marfim para senhoras, alinhado em caixa de couro estofado e vidro chanfrado”, o curioso item acabou de ser vendido para Shawna Scott, empresária de brinquedos sexuais, por 680 dólares.

Para ela, o objeto reflete características da Irlanda da época: “Havia muita coisa acontecendo naquele período. As pessoas estavam literalmente morrendo de fome e, enquanto isso, alguém estava trazendo esse objeto para o cônjuge”, refletiu Scott.

O dildo havia sido leiloado pela primeira vez em abril de 2017, recebendo mais de 100 propostas de compra vindas de 40 países diferentes. O vencedor foi um colecionador norte-americano, que investiu 3.500 dólares no objeto.

Ao notar que o dildo estava em leilão pela segunda vez, Scott se empenhou para comprá-lo, solicitando doações via Twitter e arrecadando mais de 1000 dólares. No final, precisou gastar apenas 680. Sua ideia é que o objeto seja colocado em um dos museus da Irlanda, adicionando novos elementos à história do país. Segundo o leiloeiro Damien Matthews, “Esse não é apenas um pedaço de literatura erótica. É uma obra de arte e uma peça fascinante da história social”.

 O objeto será exibido na Biblioteca Chester Beatty, no Castelo de Dublin, ou no Museu de Artes Decorativas, em Collins Barracks. "Sempre me perguntam se estamos reprimidos na Irlanda", afirmou Shawna Scott. "Acho que somos muito mais liberais do que pensamos”.