Notícias » Personagem

Empresário de Britney Spears pede demissão em meio ao processo caótico de tutela

Larry Rudolph administrava a carreira da artista desde 1995 e afirmou que seus "serviços profissionais não são mais necessários"

Alana Sousa Publicado em 06/07/2021, às 11h35

Britney tranquiliza fãs após audiência de curatela, em setembro de 2020
Britney tranquiliza fãs após audiência de curatela, em setembro de 2020 - Divulgação/Instagram/@britneyspears

Após o polêmico depoimento de Britney Spears no processo em que a estrela tenta encerrar a tutela abusiva a qual é submetida há anos, uma nova reviravolta no caso aconteceu na última segunda-feira, 5.

O empresário da artista desde 1995, Larry Rudolph, pediu demissão e escreveu uma carta aos guardiões de Spears, Jamie Spears e Jodi Montgomery. A decisão foi tomada depois que Rudolph descobriu a vontade de Britney de se afastar dos palcos.

“Passaram mais de 2 anos e meio desde que Britney e eu nos comunicamos pela última vez, momento no qual ela me informou que queria um hiato do trabalho por tempo indeterminado,” escreveu o empresário.

"Como gerente dela, acredito que é do interesse de Britney eu pedir demissão da equipe dela, pois meus serviços profissionais não são mais necessários”, continuou.

Rudolph administrava a carreira da cantora pelas últimas duas décadas, até que nos anos 2007 e 2008 foi afastado de Spears; exatamente no período em que a tutela de seu pai teve início.

Britney descreveu como abusiva a tutela e exige liberdade e controle sobre a própria vida, carreira e decisões, algo que no momento ela é impossibilitada devido a uma ordem da Justiça.

Sobre o caso

Desde 2008, Spears não possui a capacidade legal de tomar decisões por conta própria, seu pai é o responsável pela tutela. Desde então, Britney tem que pedir autorização para o progenitor. No ano de 2007, a artista passou por uma crise e perdeu a gerência de quase todos os segmentos de sua vida artística e particular.

Britney iniciou uma batalha judicial contra o pai para que pudesse recuperar o controle de sua vida, tanto pessoal quanto de sua carreira. O caso continuará sendo julgado pelas autoridades norte-americanas, contando com inúmeras audiências para discutir a situação da cantora. 

O caso envolvendo Britney ganhou ainda mais espaço na mídia após a divulgação do documentário ‘Framing Britney Spears’, feito pelo jornal norte-americano The New York Times e disponível no Brasil pelo Globoplay.