Notícias » Brasil

Empresário é preso com espingardas, fuzil e bandeira com suástica em Várzea Paulista

O homem de 65 anos, que alegou ser fascinado pela Segunda Guerra Mundial, foi preso em flagrante por portar artefatos de uso restrito

Wallacy Ferrari Publicado em 28/05/2020, às 10h43

Alguns dos itens encontrados na residência do homem
Alguns dos itens encontrados na residência do homem - Polícia Civil

Um empresário de 65 anos foi preso na tarde de quarta-feira, 27, após uma denúncia sobre o funcionamento de uma base de uma organização criminosa em Várzea Paulista, em São Paulo. Ao chegarem ao imóvel, a Polícia Civil encontrou três espingardas, quatro revólveres, um fuzil e uma pistola, além de uma grande quantidade de munições.

O idoso foi encontrado no local e mantinha os artefatos espalhados por gavetas em seu escritório e dormitório, alegando que era colecionador e não fazia uso das armas nem para a prática esportiva. Todos os itens estavam sem registro, sendo alguns de uso restrito das forças armadas.

Durante a busca, a equipe militar também encontrou diversos itens relacionados ao nazismo na residência, como uma grande bandeira com a suástica e diversos retratos e livros com a imagem de Adolf Hitler. O homem foi preso em flagrante por porte ilegal de armas e munição.

O delegado Marcel Fehr, da Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (DISE), afirmou que o homem confessou ter uma fixação por assuntos relacionados a Alemanha na Segunda Guerra Mundial: “Agora, vamos trabalhar para ver como ele conseguiu essas armas, inclusive de uso restrito”.