Notícias » Brasil

Encontrado há 29 anos: Museu da UFRJ recebe meteorito de 1,5 tonelada

Trata-se do terceiro maior meteorito já encontrado no Brasil

Redação Publicado em 12/08/2021, às 14h47

Meteorito encontrado em Goiânia
Meteorito encontrado em Goiânia - Divulgação/UFRJ

O terceiro maior meteorito já encontrado no Brasil, descoberto na cidade goiana de Capinorte, em 1992, agora faz parte do acervo do Museu de Geodiversidade da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). 

Segundo a revista Galileu, a rocha possui cerca de 4,5 bilhões de anos e mede 75 cm de diâmetro. Com 1,5 tonelada o corpo celeste é composto por metais ferro-níquel e é classificado como um meteorito “não grupado”, o que significa que ele é diferente de qualquer outro já visto.

“Nunca um meteorito com essa classificação foi devidamente estudado”, disse a astrônoma do Museu Nacional, Maria Elizabeth Zucolotto.

A aquisição da rocha pela UFRJ foi possível graças a doações, obtidas a partir uma mobilização que tinha como finalidade impedir que o corpo celeste fosse comprado por alguma instituição do exterior.

A fonte explica que foi necessário arrecadar cerca de 365 mil reais ao todo, sendo que, somente a Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj) foi responsável pela contribuição de 350 mil.

Outras contribuições partiram da Fundação Coppetec, do Museu de Geodiversidade e da Casa da Ciência da UFRJ. Além disso, também pesquisadores do Museu Nacional e pessoas não ligadas às instituições apoiaram a causa.