Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Cripta

Enigmática cripta com 163 crianças mumificadas é alvo de estudo

A história da cripta construída mais de dois séculos atrás permanece majoritariamente desconhecida

Ingredi Brunato, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 11/07/2022, às 14h52 - Atualizado em 15/07/2022, às 17h10

Fotografia de alguns dos cadáveres do local - Divulgação/ Wikimedia Commons/ Marco Lanza
Fotografia de alguns dos cadáveres do local - Divulgação/ Wikimedia Commons/ Marco Lanza

Uma misteriosa cripta italiana de 200 anos contendo os cadáveres de nada menos que 163 crianças mumificadas finalmente será alvo de estudo a fim de desvendar que condições levaram à criação do lugar. 

As catatumbas dos Capuchinhos de Palermo podem ser encontradas na região da Sicília, na Itália, e possuem a maior coleção de múmias de toda a Europa, o que revela a forte tradição de mumificação que já existiu no território.

O sítio arqueológico surpreende pelo bom estado de conservação de seus cadáveres, que incluem diversas crianças mortas entre 1787 e 1880. 

O principal fator a causar perplexidade, todavia, é o fato de existirem tantas pessoas que tiveram suas vidas finalizadas precocemente e enterradas em um único lugar. O local, vale dizer, tornou-se uma atração turística macabra para visitantes da Sicília. 

Conforme divulgado pelo jornal The Guardian, uma equipe de pesquisadores britânicos está determinada a usar tecnologias atuais para entender o contexto histórico por trás da cripta. 

Métodos

Através de combinação de análises de raio-X e estudos de documentos da época, o grupo pretende investigar uma capela específica dentro da catacumba, que parece ter sido criada sob medida para as 41 crianças que envolve. 

"Vamos realizar nosso trabalho de campo em janeiro. Pegaremos uma unidade portátil de raios-X e tirar centenas de imagens das crianças de diferentes ângulos", afirmou Kirsty Squires, uma das envolvidas na pesquisa, que está prevista para durar dois anos, ainda segundo o The Guardian.


Para conferir mais notícias curiosas, não deixe de seguir o site Aventuras na História no Google News. São publicadas diariamente notícias, reportagens e matérias especiais sobre fatos históricos. Clique aqui para seguir agora mesmo!