Notícias » Coronavírus

Erradicação da Covid-19 é 'muito pouco provável', diz especialista

Anthony Fauci, assessor médico da Casa Branca, acredita que o vírus continuará circulando entre nós

Redação Publicado em 19/01/2022, às 10h11

Anthony Fauci, assessor médico da Casa Branca
Anthony Fauci, assessor médico da Casa Branca - Getty Images

O assessor médico da Casa Branca, Anthony Fauci, declarou, na última terça-feira, 18, que considera "muito pouco provável" que o coronavírus "seja erradicado". A afirmação se deu durante videoconferência no Congresso do Futuro, realizado no Chile.

"É muito pouco provável que seja erradicado. Só conseguimos isso com o vírus da varíola. Além disso, devido ao seu alto grau de transmissibilidade e ao fato de muita gente não querer se vacinar, como nos Estados Unidos, será difícil de eliminar", disse o especialista em imunologia.

De acordo com informações do UOL, o assessor do presidente Bidendeclarou, porém, que considera possível controlar o vírus "a certo nível, por meio da vacinação" e ainda pelo efeito "de uma população que já foi infectada e apresenta suficiente imunidade de baixo nível".

Assim, poderemos aprender a viver com o coronavírus "sem que isso represente uma ameaça", disse Fauci referindo-se tanto à saúde, quanto aos sistemas hospitalares e a economia. No entanto, para que isso seja possível, é necessário que todos tomem as vacinas de reforço.

"Sabemos por estudos que as taxas de hospitalização, doença grave e morte são muito menores naqueles que receberam a terceira dose de reforço, em comparação com aqueles que receberam só duas doses", afirmou o médico.