Notícias » Europa

Erupção do vulcão Cumbre Vieja se torna a mais longa da ilha de La Palma

O recorde anterior era de um vulcão que entrou em erupção durante o século 16

Paola Orlovas, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 13/12/2021, às 16h13

Cumbre Vieja em erupção
Cumbre Vieja em erupção - Divulgação / YouTube / Global News

A erupção do vulcão Cumbre Vieja bateu um recorde no último domingo, 12, ao se tornar a mais longa ocorrida na ilha canária de La Palma, após o vulcão passar 85 dias ativo. Antes, o mérito era do vulcão Tehuya, que, durante o ano de 1585, ficou 84 dias em erupção. As informações são do portal de notícias O Globo.

Foi determinado pela Direção-Geral de Segurança e Emergências do Governo das Ilhas Canárias nesta segunda-feira, 13, que os habitantes das cidades de Tazacorte, El Paso, e Los Llanos de Aridane ficassem confinados por causa da qualidade do ar da região, onde a população é maior do que 30 mil pessoas.

Dados registrados por satélites que usam o programa de monitoramento Copernicus indicam que a lava destruiu 2910 edifícios e também atingiu 1226 hectares da ilha desde quando as atividades do vulcão começaram, em 19 de setembro de 2021.

Ainda durante o mês de setembro, o Instituto Vulcanológico das Ilhas Canárias (Involcan) havia indicado por meio de uma projeção que a erupção do Cumbre Vieja poderia ter uma duração de 24 até 84 dias.

Para que os cálculos fossem feitos, haviam sido levados em conta dados de atividades vulcânicas anteriores na ilha, e a média de duração das erupções era de 55 dias.