Notícias » Europa

Escaneamento revela submarino alemão afundado em batalha na Primeira Guerra Mundial

Intocado desde 1917, o UC-47 derrubou mais de 50 navios antes de ser atingido por uma embarcação da Marinha Real Britânica

Wallacy Ferrari Publicado em 18/08/2020, às 08h21

Imagem escaneada do navio no fundo do mar
Imagem escaneada do navio no fundo do mar - MMT / Reach Subsea

Um submarino afundado em 1917 durante um confronto da Primeira Guerra Mundial foi estudado pela primeira vez com o auxílio de escaneamentos digitais e vídeo subaquático. Os pesquisadores utilizaram técnicas modernas para realizar a varredura e reproduzir com o máximo de fidelidade a situação do UC-47 no fundo do mar.

Os destroços, localizados à cerca de 20 milhas náuticas da costa de Yorkshire, no Mar do Norte da Inglaterra, estão afundados a 50 metros abaixo da superfície e passaram por uma análise robótica que unificou centenas de imagens no fundo do mar em busca de maiores conclusões sobre o episódio que afundou o submarino imbatível.

Uma das imagens utilizadas durante o escaneamento marítimo / Crédito: MMT / Reach Subsea

 

Em 12 meses de batalha, o UC-47 é atribuído como o principal responsável pelo naufrágio de aproximadamente 50 navios, sendo considerado uma embarcação de sorte da Marinha Imperial Alemã. De acordo com o portal francês Les Découvertes Archéologiques, seu destino mudou no dia 18 de novembro de 1917, quando o navio patrulha HMS P-57 da Marinha Real colidiu com o submarino. O navio britânico pouco sofreu com o choque, mas o submarino afundou com todos os tripulantes.

O Dr. Pacheco Ruiz, co-diretor do projeto Centro de Arqueologia Marítima de Pesquisa Arqueológica Offshore (OAR), acrescentou a importância da reprodução: "Hoje o navio só é mostrado nas cartas de navegação como um naufrágio e até agora é sabia muito pouco sobre o estado do submarino. Foi um privilégio poder explorar um naufrágio em tão boas condições e ter a oportunidade de aprender mais sobre o seu passado”.