Notícias » Cultura

Escritora brasileira discute caráter estrutural presente na sociedade atual

"Colorismo”, da advogada Alessandra Devulsky, aborda aspectos políticos e afetivos da sociedade brasileira

Victória Gearini Publicado em 16/03/2021, às 12h33

Capa da obra Colorismo (2021)
Capa da obra Colorismo (2021) - Divulgação / Editora Jandaíra

Neste mês de março, chega às livrarias brasileiras pela Editora Jandaíra, a obra “Colorismo”, da advogada brasileira Alessandra Devulsky. O ilustre livro reflete sobre a construção da sociedade e as intensas relações que a conduzem. 

[Colocar ALT]
Colorismo, de Alessandra Devulsky (2021) / Crédito: Divulgação / Editora Jandaíra

A autora é mestre em Direito Político e Econômico pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e doutora em Direito Econômico e Financeiro pela Universidade de São Paulo. Atuou como co-fundadora e diretora jurídica do Instituto Luiz Gama, e foi eleita para representar o comitê executivo do organismo da cooperação internacional Alternatives.

Devulsky também atua como professora no programa de mestrado em Direito da Universidade do Quebec e é diretora-geral da Corporation de Développement Communautaire de Côte-des-Neiges.

Com esse extenso currículo e grande conhecimento, a escritora discute, em sua obra, o caráter estrutural presente na sociedade e como o racismo está intrínseco no cotidiano. 

Desde relações profissionais e pessoais, a autora aborda como aspectos do colorismo estão presentes no dia a dia da população brasileira, e reflete como tal fato impacta diretamente nas relações de poder no país.

Segundo o livro, é importante pautar a força política e trazer os dircusos do feminismo negro para o debate, a fim de compreender o aspecto afetivo político e da formação das mulheres negras na sociedade.

Disponível em pré-venda na Amazon, “Colorismo”, em suma, trata-se de um livro fundamental para a luta antirracista, anticolonial e anticapitalista.


+Saiba mais sobre o tema por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

Colorismo, de Alessandra Devulsky (2021) - https://amzn.to/2OH53bX

O movimento negro educador: Saberes construídos nas lutas por emancipação, de Nilma Lino Gomes (2017) - https://amzn.to/2AFfCFm

Ganhadores: A greve negra de 1857 na Bahia, de João José Reis (2019) - https://amzn.to/3eTrwdz

Caminhos trilhados na luta antirracista, de Zélia Amador de Deus (2020) - https://amzn.to/36YpZjn

Olhares Negros. Raça e Representação, de Bell Hooks (2019) - https://amzn.to/2z5XRP2

Cultura em movimento: matrizes africanas e ativismo negro no Brasil, de Elisa Larkin Nascimento (2008) - https://amzn.to/3czWUMh

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W