Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / escultura

Escultura de cerca de 840 e 1.470 anos é descoberta no Peru

Escultura de 50 cm foi encontrada na cidadela de Chan Chan, no Peru

Luisa Alves, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 29/06/2022, às 17h21

Escultura encontrada em Chan Chan - Divulgação/Ministério da Cultura do Peru
Escultura encontrada em Chan Chan - Divulgação/Ministério da Cultura do Peru

Uma escultura de madeira estimada entre 840 e 1.470 anos, foi encontrada no norte do Peru, na cidadela de Chan Chan. A descoberta ocorreu na semana passada e a informação foi divulgada por um pesquisador na terça-feira, 28. 

Segundo a agência AFP, a escultura corresponde ao período inicial da cultura Chimú. A obra de madeira foi encontrada em Huaca Takaynamo, uma arquitetura piramidal que fica na cidadela pré-hispânica de Chan Chan.

O personagem possui um boné decorado por sete faixas que se alternam entre cores claras e escuras. Ele possui fortes cores em sua pintura e seu nariz destaca-se no rosto plano.

"A escultura tem 50 centímetros de altura por 16 de largura e representa um portador de liteira de um governante Chimú, e é uma das esculturas mais antigas que encontramos na área", explicou o arqueólogo Arturo Paredes à AFP.

De acordo com a Folha de São Paulo, o Ministério da Cultura informou que sementes de nectandra, que são plantas com flores, foram encontradas ao lado da escultura e sob ela, uma pequena bolsa preta com decoração feita com fios marrons e brancos.

Chan Chan 

A cidadela pré-hispânica de Chan Chan faz parte de um complexo arqueológico junto com Machu Picchu e Caral. Está localizada aos arredores de Trujillo e representa a maior cidade da América Latina construída a partir dos materiais adobe e barro.

A cidadela que tem "sol resplandecente" como significado de seu nome, atingiu 20 km² em seu auge, abrigando cerca de 30 mil habitantes, segundo a Folha de São Paulo. Agora o território que compreende 14 km², enfrenta saques, problemas climáticos e invasões.