Notícias » Egito Antigo

Esfinges gigantes são descobertas no templo funerário do faraó Amenófis III

Conhecido como 'Templo de um Milhão de Anos', o local construído há 3.300 anos revelou artefatos incríveis

Isabela Barreiros Publicado em 24/01/2022, às 11h00

Esfinge encontrada no templo do faraó Amenófis III, no Egito
Esfinge encontrada no templo do faraó Amenófis III, no Egito - Divulgação/Ministério do Turismo e Antiguidades do Egito

Arqueólogos encontraram duas esfinges gigantes durante o projeto de restauração do antigo templo funerário do faraó Amenófis III, situado nas proximidades do rio Nilo, recentemente.

De acordo com Ministério do Turismo e Antiguidades do Egito, as colossais estátuas foram encontradas pelos pesquisadores da missão arqueológica egípcio-alemã meio submersas na água dentro do templo de Luxor.

Estátua da deusa Sekhmet encontrada no projeto / Crédito: Divulgação/Ministério do Turismo e Antiguidades do Egito

Os artefatos têm quase oito metros de comprimento e retratam o rei, que governou o Egito há cerca de 3.300 anos, como esfinges, contando com um cocar de mangusto, barba real e um colar largo, além da já conhecida cabeça humana no corpo de leão.

Horig Sorosian, chefe da missão, explicou que as estátuas foram descobertas em um local que indicava a rota provavelmente usada para a realização de procissões, em que eram celebrados festivais. As informações são do portal Business Insider. 

Outra estátua da deusa Sekhmet descoberta durante a missão / Crédito: Divulgação/Ministério do Turismo e Antiguidades do Egito

Em comunicado, ele acrescentou que, depois de passarem por uma limpeza e restauração, os objetos revelaram ainda uma inscrição em seu peito, na qual era possível ler "o amado do deus Amon-Re". O deus do sol geralmente era descrito como uma esfinge.

Além das esfinges, a equipe também encontrou três bustos da deusa Sekhmet, relacionada à guerra e à cura, feitos de granito preto, no local conhecido como o "Templo de Milhões de Anos". Ela é retratada como parte leão.