Notícias » Personagem

Espanhol de 112 anos que fugiu da Guerra Civil se torna homem mais velho do mundo

Nascido em 1909, Saturnino de la Fuente García viu diversos momentos históricos com os próprios olhos

Paola Orlovas, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 05/10/2021, às 17h57

Registro do idoso
Registro do idoso - Divulgação / YouTube / Leonoticias Diariodigital

Saturnino nasceu em 11 de fevereiro de 1909, em Puente Castro, uma cidade no noroeste da Espanha, onde viveu trabalhando como sapateiro. Na última quinta-feira, 30, ele foi reconhecido como o homem mais velho do mundo pelo Guinness World Records, segundo o G1.

De baixa estatura (medindo apenas 1,50 m), ele escapou do combate durante a Guerra Civil Espanhola por ser considerado pequeno demais pelo governo franquista. Em sua terra foi apelidado carinhosamente de "El pepino", como o vegetal, por amigos que modificaram seu sobrenome materno, Peña.

Baixo ou alto, lutando ou apenas assistindo, Saturnino foi capaz de criar, ao lado de sua esposa, Antonina Barrio Gutiérrez, uma grande família.

No total foram sete filhas, 14 netos e 22 bisnetos. Hoje, após a morte da sua esposa, o sapateiro mora com uma de suas filhas e genro.

Ao completar 110 anos em 2019, Saturnino foi homenageado pelo time do qual foi co-fundador e principal jogador, o Puente de Castro, que o reconheceu como membro mais antigo do time. Ele, apaixonado por futebol, também torce para o Cultural y Deportiva Leonesa.