Notícias » Estados Unidos

Especialistas abrem cápsula do tempo de 1877 nos EUA

O objeto foi encontrado no pedestal da estátua de Robert E. Lee, que causou polêmica no país e foi retirada em dezembro

Isabela Barreiros Publicado em 23/12/2021, às 11h23

A cápsula do tempo encontrada nos EUA
A cápsula do tempo encontrada nos EUA - Divulgação/Vídeo/Euronews

Na última sexta-feira, 17, foi encontrada uma verdadeira “cápsula do tempo” no pedestal da estátua do general Robert E. Lee, figura controversa da história dos EUA que lutou pelo sul do país durante a Guerra Civil Americana no século 19.

Datado de 1877, o objeto foi aberto na quarta-feira seguinte, 22, por especialistas em preservação histórica e revelou objetos impressionantes, quando o governador do estado da Virgínia Ralph Northam apresentou seu interior.

Artefatos descobertos dentro do objeto / Crédito: Divulgação/Vídeo/Euronews

 

O processo demorou várias horas devido ao fato de o contêiner estar em estado delicado e exigir o uso de diversas ferramentas diferentes para que a corrosão não destruísse o item por completo. As informações são do jornal O Globo.

Com a abertura, foi possível identificar um almanaque de 1875, uma moeda, papéis variados, ao menos três livros com cores e tamanhos diferentes e um envelope de tecido. Outros artefatos também foram encontrados, mas o estado dificultou a identificação.

Processo de abertura da cápsula / Crédito: Divulgação/Vídeo/Euronews

 

Segundo a conservadora do Departamento de Recursos Históricos da Virgínia, Chelsea Blake, a corrosão fez com que muitos dos itens fosse danificado com o tempo e dificultou o processo de abertura.

“Parece que a tampa foi colocada e, em seguida, foi enrolado chumbo para mantê-la no lugar e, posteriormente, a água entrou e houve corrosão”, explicou.

A estátua de Robert E. Leefoi retirada do local no dia 8 de dezembro após ser alvo de polêmicas e protestos anti-racistas. O governador afirmou que “este monumento e sua cápsula do tempo refletem a Virgínia em 1890, e é hora de remover ambos, para que nossos espaços públicos reflitam melhor quem somos como povo em 2021”.

Objetos encontrados na cápsula / Crédito: Divulgação/Vídeo/Euronews

 

“Os últimos 18 meses viram mudanças históricas, desde a pandemia até protestos por justiça racial que levaram à remoção desses monumentos para uma causa perdida. É apropriado que substituamos a velha cápsula do tempo por uma nova que conta essa história”, completou.

++ Entenda quem foi o general Robert E. Lee por meio desta reportagem da Aventuras na História.