Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Brasil

Espécie de planta descoberta na Amazônia está ameaçada de extinção

A Tovomita cornuta mal foi descoberta e já é considerada "criticamente ameaçada"

Redação Publicado em 16/02/2022, às 12h52

Um exemplar da espécie Tovomita cornuta - Divulgação / Layon Oreste Demarch
Um exemplar da espécie Tovomita cornuta - Divulgação / Layon Oreste Demarch

Uma nova espécie de planta, denominada Tovomita cornuta, foi descoberta na floresta Amazônica recentemente. No entanto, segundo afirmam pesquisadores do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA) e da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), a espécie se encontra em ameaça de extinção.

De acordo com os responsáveis pela descoberta, a Tovomita é uma pequena planta com frutos em formato de cornos, a qual pode ser encontrada em regiões de vegetação densa, geralmente em locais próximos a um raso curso d’água.

De acordo com o G1, a espécie foi encontrada na capital do Amazonas, Manaus, e também nos municípios de Presidente Figueiredo e São Sebastião do Uatumã, em florestas de campinarana, popularmente chamadas de “caatinga” em razão de seu solo arenoso e pobre em nutrientes.

"Além de ser gratificante contribuir com o conhecimento botânico na Amazônia, a descoberta de uma nova espécie, ainda mais em áreas próximas a centros urbanos, é um claro indicativo de que ainda há muita biodiversidade a ser encontrada para a região", disseram os pesquisadores ao portal de notícias.

A classificação de “criticamente ameaçada”, na qual se encontra a planta, se deve ao fato de que ao menos duas áreas onde a mesma pode ser encontrada ficam em áreas que sofrem com os impactos da ação humana.

A primeira delas é a praia de Ponta Negra, “fortemente impactada pela expansão urbana desordenada associada ao desmatamento”.

Já a segunda, Balbina, fica próxima a uma hidrelétrica de mesmo nome, a qual é considerada um dos maiores desastres socioambientais da Amazônia. As demais localidades ficam nas Reservas de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Tupé e de Uatumã.