Notícias » Europa

Esquadrão remove 20 bombas da Segunda Guerra sob centro de treinamento na Itália

O tamanho e quantidade dos artefatos surpreendem por manter as características originais após mais de 70 anos enterrados

Wallacy Ferrari Publicado em 01/12/2020, às 09h36

Militares realizam operação de retirada
Militares realizam operação de retirada - Divulgação / A.S. Roma

O Exército da Itália realizou uma operação para recolher artefatos explosivos que estavam desativados e enterrados no solo do centro de treinamentos do time A.S. Roma.

As bombas, nunca antes detonadas, foram colocadas após o fim da Segunda Guerra Mundial e permaneciam em cima de um campo de educação física, representando risco aos atletas.

Durante a escavação, a equipe localizou aproximadamente 20 bombas, realizando a evacuação da área para detonar o artefato de guerra em pouco menos de uma hora, conforme noticiou o portal Terra.

O motivo do aparecimento dos artefatos é associado ao ex-presidente do clube, Dino Viola, que era irmão de Ettore Viola, capitão do exército italiano.

Não é a primeira vez que artefatos da Segunda Guerra Mundial são localizados em centros esportivos. Em 2002, outra bomba foi localizada abaixo da arquibancada do Estádio Olímpico de Berlim.

Já no ano de 2015, durante uma reforma no Estádio de Wembley, na Inglaterra, centenas de casas ao redor da arena tiveram de ser evacuadas após a descoberta de uma bomba de 50 quilos por construtores.