Notícias » Arqueologia

Esqueleto misterioso é desenterrado no Irã

A descoberta foi feita no sítio arqueológico de Tepe Ashraf, que é repleto de evidências históricas locais

Alana Sousa Publicado em 28/07/2020, às 13h00

Esqueleto desenterrado no Irã
Esqueleto desenterrado no Irã - Divulgação/Alireza Jafari-Zand

Uma nova descoberta foi realizada em Tepe Ashraf, o único sítio arqueológico de Isfahan, que fica no centro do Irã. A equipe de pesquisadores, liderada por Alireza Jafari-Zand, desenterrou um esqueleto humano, datado de 247 a.C e 224.

A escavação já tinha revelado, no início de julho, os restos mortais bem preservados de um cavalo do mesmo período, além de artefatos, como jarros e potes. O sítio é repleto de vestígios da antiga Isfahan e, agora, mais uma parte dessa história veio à tona.

Os pesquisadores ainda não têm certeza de o esqueleto pertenceu a um homem ou mulher, entretanto, os especialistas supõe que era de uma moça, baseado em especificidades de sua sepultura.

As escavações estão sendo realizadas lentamente, pois, segundo Jafari, a Organização do Patrimônio Cultural, Turismo e Artesanato não fornece recursos financeiros necessários para apoiar o projeto.

“Eu disse ao [Ministério do] Patrimônio Cultural que é necessária uma extensa escavação, porque as especulações forneceram uma boa perspectiva de ampliação de escavações, porque alguns objetos escavados até agora foram desenterrados sob uma rua [moderna]. E a salvaguarda dessa evidência histórica depende da expansão das escavações”, lamentou Jafari-Zand.