Notícias » Pré-História

Esse é o rosto de Calpeia, uma mulher do período neolítico

Reconstituição extremamente detalhada mostra como era a face dos restos dessa mulher encontrada em Gibraltar

André Nogueira Publicado em 19/09/2019, às 14h57

None
- Reprodução

Arqueólogos reconstituíram o rosto de uma mulher do período neolítico de mais de 7.500 anos. Acredita-se se tratar de um indivíduo que morreu em Gibraltar entre os 30 e os 40 anos de idade, que foi apelidada de Calpeia.

Foi possível etrair segmentos do DNA de Calpeia , o que permitiu uma análise aprofundada das origens e da cara do fóssil em vida. Com isso, depois de seis meses de trabalho, temos uma reconstituição da mulher, de prováveis origens turcas.

Crédito: Reprodução

 

"Agora sabemos que ela era ela, pois vem do período neolítico de cerca de 5.400 aC", disse o professor Clive Finlayson, do Museu Nacional de Gibraltar. "Sabemos que ela era uma mulher e que tinha feições associadas a cabelos escuros, olhos escuros.”

Crédito: Reprodução

 

Por razão de uma deformação gerada pelos anos de sepultamento, foi necessária a realização de uma cópia digitalizada do crânio para a formulação do rosto reconstituído.