Notícias » Brasil

Estação mineira de 1923 passará por restauração na próxima semana

Esquecida por 54 anos o projeto de reestruturação promete ressuscitar o edifício histórico e seus arredores

Gabriel Fagundes Publicado em 04/03/2020, às 11h00

Estação Cesar de Pina, Minas Gerais
Estação Cesar de Pina, Minas Gerais - Creative Commons

Marco da década de 20, a estação Cesar de Pina, foi aberta com o nome de Chacrinha. Localizada em Águas Santas, Minas Gerais, teve seu funcionamento entre os anos de 1923 a 1966, sendo depois fechada. Agora, passará por uma restauração marcada para o próximo dia 9 de março. O valor para a realização da reforma ficou orçado em R$ 183 mil, que virá do Fundo Municipal de Patrimônio Cultural e da Prefeitura Municipal de Tiradentes.

Isso ocorre tanto pelo fato da preocupação em preservar as estruturas do edifício que se encontra com rachaduras nas paredes, quanto pelo seu caráter histórico, por ter conseguido resistir, mesmo com dificuldades, as investidas do tempo, mantendo suas principais características.

Para o prefeito da cidade, Zé Antônio do Pacu, “a tão sonhada restauração da antiga estação de Cesar de Pina agora sairá do papel. Após anos de abandono e promessas não cumpridas”, esclarece.

Outras edificações também serão impactadas com essa inciativa, como é o caso da Associação de Bordadeiras das Águas Santas e Cesar de Pina, da sala de memória da estação ferroviária e da sala de atendimento da Prefeitura.

Zé Antônio, além disso, enfatiza que “os bairros das Águas Santas e César de Pina sempre foram esquecidos pelos gestores anteriores”, onde o resultado desse abandono acabou sendo reverberado para ambos os bairros. Por isso, o projeto de reparação também se estendeu para efetuar as melhorias no asfalto, como o recapeamento e o calçamento das ruas.