Notícias » Estados Unidos

Estados Unidos: Cabana de 180 anos pode revelar mais sobre história afro-americana

A casa de toras fica em uma região tradicional negra de Maryland, e pode ter pertencido ao fundador dessa cidade segundo especulações iniciais

Ingredi Brunato Publicado em 17/09/2020, às 16h00

Fotografia de Hagerstown, no estado de Maryland.
Fotografia de Hagerstown, no estado de Maryland. - Wikimedia Commons

Uma cabana de toras na cidade de Hagerstown, em Maryland, nos Estados Unidos, estava para ser demolida quando a ONG Preservation Maryland comprou o local com a intenção de revitalizá-lo. 

Agora, arqueólogos e historiadores foram mobilizados para pesquisar mais sobre a história do local, que pode ter até mesmo pertencido a Jonathan Hager, o fundador de Hagerstown. Dentro da cabana, encontravam-se artefatos de 180 anos, que passarão por estudos em laboratório. 

A casa está localizada em um bairro tradicional afro-americano que já esteve no coração da cidade no passado, e a análise dos objetos encontrados no lugar podem revelar mais sobre como era a vida dos cidadãos dessa época. 

“Estamos observando a evolução da Jonathan Street, a cabana e como a mudança de uma importante rota de transporte para longe daquele espaço impactou a vizinhança.”, disse Julie Schablitsky, arqueóloga liderando os trabalhos no local.

Uma curiosidade é que a rua Jonathan Street, onde está a residência antiga, já teve seus estabelecimentos citados no Livro Verde, um guia feito para viajantes negros durante o período de segregação.