Notícias » Brasil

Estátua de Ariano Suassuna é depredada em Recife

A escultura do autor apareceu caída nesta manhã — agora autoridades se preparam para que reparos sejam realizados

Penélope Coelho Publicado em 21/09/2020, às 09h02

Imagem da estátua do escritor antes do ato de vandalismo
Imagem da estátua do escritor antes do ato de vandalismo - Divulgação / Lu Streithorst

Nesta segunda-feira, 21, a estátua em homenagem ao escritor Ariano Suassuna apareceu caída no chão, na Rua da Aurora, região central do Recife. De acordo com o portal de notícias G1 (onde é possível ver o vídeo do ocorrido), a Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana (Emlurb) informou que a escultura foi alvo de vandalismo, e que agora análises estão sendo feitas para a realização de reparos. 

A estátua, que mede 1 metro e 80 e que foi feita em homenagem ao autor de O Auto da Compadecida, foi inaugurada no ano de 2017. O monumento completava o Circuito da Poesia do Recife — pensado para eternizar figuras relacionadas à arte, que foram importantes em Pernambuco.

De acordo com a publicação, não é a primeira vez que estátuas do Circuito da Poesia são depredadas; o mesmo já havia acontecido em março deste ano, quando a escultura de Ariano Suassuna teve o nariz quebrado e a de João Cabral de Melo Neto teve a placa de identificação pichada, além do nariz e queixo danificados.

Segundo a Emlurb, para reparar esses danos os gastos são de aproximadamente R$ 2 milhões de reais por ano, entre monumentos, pontes e edifícios que são alvo de atos de vandalismo. A empresa ainda informou que é possível denunciar através do número 156.