Notícias » Reino Unido

Estátua de traficante de escravos é lançada em rio em manifestação antirracista na Inglaterra

Durante um protesto, o monumento em homenagem a Edward Colston foi derrubado, arrastado e golpeado antes de ser atirado na água.

Wallacy Ferrari Publicado em 08/06/2020, às 10h19

A estátua é derrubada em rio por manifestantes
A estátua é derrubada em rio por manifestantes - Divulgação

Durante um protesto antirracismo em Bristol, na Inglaterra, manifestantes derrubaram uma estátua em homenagem a Edward Colston, um traficante de escravos que viveu entre 1636 e 1721. Os participantes deslocaram o monumento, pintaram a escultura com tinta spray vermelha e, em seguida, atirou a peça em um rio no último domingo, 7.

A pesada estátua tem 2,30 metros de altura e foi retirada do pedestal com o auxílio de uma corda, amarrada no pescoço da figura. Arrastada pelo chão, o monumento foi atacado com chutes e golpes de objetos por uma multidão até chegar no porto onde foi jogada, com muita comemoração por parte dos protestantes.

 

O ato foi planejado em redes sociais após a disseminação da história de Edward. De acordo com a BBC, o comerciante traficou ao menos 84 mil negros da África Ocidental para países da América e Caribe, com cerca de 19 mil destes falecendo ao longo da travessia no Oceano Atlântico. Com sua influência, Colston ainda foi parlamentar e hoje nomeia ruas e escolas públicas por todo o Reino Unido.

O movimento aderiu o ato após uma petição recente que reuniu mais de 11 mil assinaturas solicitando a remoção da figura, sem sucesso. As autoridades de Bristol reúnem imagens das manifestações para identificar o máximo de envolvidos na depredação. Andy Bennett, superintendente da polícia local, classificou o ato como “claramente criminoso”.