Notícias » Arqueologia

Estatueta romana de Cupido de 2 mil anos é desenterrada na Inglaterra

Pesquisador explicou que os antigos também “deixaram ofertas ao Deus de amor para mantê-los felizes”

Isabela Barreiros, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 15/02/2021, às 13h25

A estatueta de cupido descoberta
A estatueta de cupido descoberta - Divulgação - Highways England

Escavações realizadas em Gloucestershire, na Inglaterra, desenterraram uma estatueta rara representando um Cupido, o deus romano do amor. Os pesquisadores acreditam que o artefato remonte ao período em que os romanos dominaram a região, há mais de 2 mil anos. 

"É fascinante ver que os romanos também deixaram ofertas ao Deus de amor para mantê-los felizes e ajudar a moldar suas próprias vidas — com o Cupido agora um elemento básico das celebrações do Dia dos Namorados em todo o mundo”, disse Michael Goddard, Gerente de Projetos Sênior da Highways England. 

Além da estatueta, que foi considerada rara pelos arqueólogos, eles também descobriram um broche em forma de arco e um esqueleto humano. Os restos mortais estavam dispostos de uma maneira peculiar: o corpo estava enterrado com a face para baixo.

Isso pode significar que a pessoa enterrada provavelmente não era bem vista pela sociedade em que vivia. É possível que ela tenha sido um criminoso ou estivesse ligada a aspectos considerados ruins. O esqueleto data de antes do século 3 romano. 

"Tem sido fascinante revelar mais sobre a área e as pessoas que viveram aqui. Nossas investigações continuarão conforme o projeto avança e esperamos descobertas mais interessantes por vir”, afirmou Jim Keyte, que fez parte do projeto.