Notícias » Brasil

"Estou partindo, não quero essa vacina": Aos 108 anos, senhora deixa vacina para outra pessoa

Hilda Cândida, que reside no Rio de Janeiro, explica que a imunização deve ser aplicada em uma pessoa que viverá mais tempo

Redação Publicado em 21/01/2021, às 11h53

Imagem meramente ilustrativa de vacina
Imagem meramente ilustrativa de vacina - Divulgação/Pixabay

Com a vacinação contra o Covid-19,muitas histórias sobre as primeiras pessoas a receberem a imunização estão emocionando brasileiros ao redor do mundo. Contudo, uma história ocorrida no Rio de Janeiro chamou atenção, mas não por alguém ter recebido a vacina.

Isso porque Hilda Cândida, de 108 anos, que reside em Rio das Flores, no sul do Rio de Janeiro, entraria para a história do país como primeira pessoa a receber a vacina no município. Entretanto, ela surpreendeu ao ‘deixar’ a vacina para outra pessoa. As informações são do O Globo.

A justificativa? Bom , nas palavras da senhora ela preferiu deixar “para alguém mais novo, que ainda pode viver mais”. Com o aniversário no próximo mês de março, Hilda completará 109 anos.

A imunização certamente seria um presente não só para ela, mas também para seus familiares, todavia, quem 'recebeu' a vacina é Cristiane Maria Moreira, que tem 41 anos, e trabalha como enfermeira. Ela passou pelo processo no Hospital Geral Dr. Luiz Pinto.

Em entrevista ao O Globo, a senhora explicou a sua visão sobre a decisão: "Estou partindo, não quero essa vacina". Passando por uma complicada situação ao sentir dores nas pernas, ela relata que o imunizante deve ser repassado para uma pessoa jovem.

Hilda, que mora sozinha, também explicou que não vai deixar de lado o distanciamento e o uso de máscaras. Além, claro, do importante uso do álcool em gel.