Notícias » Arqueologia

Centenas de estruturas enigmáticas encontradas em meio ao Saara

Quem teria deixado essas estruturas de pedra no Marrocos, de até 5 mil anos? Arqueólogos levantam hipóteses

Alana Sousa Publicado em 05/02/2019, às 16h00 - Atualizado em 06/02/2019, às 12h36

Uma das estruturas de pedra encontradas no deserto
Nick Brooks e Joanne Clarke

Estruturas de pedra de uma civilização desconhecida foram encontradas no Saara Ocidental. Cerca de 75% do território do Saara Ocidental é controlado pelo Marrocos, enquanto 25% são controlados pela República Saaraui (Estado separatista não reconhecido universalmente). Como resultado da guerra de anos entre os dois países, o território africano foi pouco explorado até hoje, fazendo com que os arqueólogos descobrissem partes inéditas do passado humano.

Na pesquisa de campo, que envolveu escavações e investigação de imagens de satélite no Google Earth, desenvolvida entre 2002 e 2009, os arqueólogos descobriram centenas de estruturas de pedra que datam de milhares de anos. Em entrevista à AH, Joanne Clarke, autora do estudo e professora da Universidade de East Anglia, no Reino Unido, conta um pouco sobre a origem das estruturas: “Elas foram feitas por nômades pastoris, pessoas que viveram no deserto em algum ponto entre 5 000 e 1 500 anos atrás”.

O Saara já foi terra fértil e habitada, mas, há 5 500 anos, voltou a ser deserto. O modo de vida nômade, assim, eram possivelmente uma adaptação. Clarke conta que o nomadismo é um modo de vida “nobre e cheio de recursos”, e uma das formas mais resistentes de se viver, particularmente contra as mudanças climáticas.

As estruturas são de várias formas e tamanhos Nick Brooks e Joanne Clarke

“Acho que a maior coisa que aprendemos ao estudar as antigas comunidades nômades pastoris do Saara Ocidental foi como a adaptação das pessoas a um ambiente em mudança deve ser transformadora para ser vantajosa. No passado, as sociedades que sobreviveram em um clima de seca aprenderam a mudar”, explica Joanne Clarke.

Há uma inúmera variedade nas formas em que as estruturas estão organizadas, algumas de forma crescente, outras formam círculos, outras são retas, outras de formas retangulares, parecendo uma plataforma. Há também algumas estruturas que consistem em rochas empilhadas em um monte, e algumas das estruturas usam uma combinação desses designs.

Setor Norte do Saara Ocidental; Western Sahara Project

O significado das estruturas de pedra deixadas pela civilização desconhecida ainda é um mistério - os estudiosos teorizam de que possam servir para marcar a localização das sepulturas. Entretanto, para comprovar essa tese seria preciso mais escavações, algo que agora não pode ser feito pela falta de segurança do local.

O grupo terrorista Al-Qaeda no Magreb Islâmico opera nas regiões desérticas perto do Saara Ocidental. Mesmo que as autoridades queiram, é extremamente difícil patrulhar eficazmente as vastas áreas desérticas onde as estruturas de pedra estão localizadas. Mesmo com as ameaças, Clarke diz que gostaria de dar continuidade ao seu trabalho: “Gostaríamos de fazer mais trabalho, mas no momento é muito arriscado. Continuamos a esperar que as coisas se tornem melhores e que possamos continuar trabalhando no futuro”.