Notícias » Canadá

Estudante descobre por acidente rastros fossilizados de organismo perfurador de madeira no Canadá

Cursando pós-graduação, o jovem estava coletando amostras no local quando encontrou os vestígios — vistos pela terceira vez na história da arqueologia

Wallacy Ferrari Publicado em 03/09/2020, às 08h20

Imagens da trilha de madeira que o estudante localizou
Imagens da trilha de madeira que o estudante localizou - Scott Melnyk

Enquanto coletava amostras no Canadá, o estudante de graduação da Universidade de Alberta, Scott Melnyk, realizou uma impressionante descoberta rara na história da biologia. O jovem localizou rastros fossilizados de um antigo organismo que realizava perfurações em madeira de maneira linear e em ambientes marinhos.

O rapaz foi responsável por descobrir e, posteriormente, por catalogar e nomear a nova espécie, registrando como Apectoichnus lignummasticans. De acordo com o estudante, é apenas o terceiro fóssil com as mesmas características encontrado na história da literatura arqueológica.

Após a descoberta das trilhas e tocas que evidenciam a atividade de vidas passadas, Scott conduziu a equipe do Departamento de Ciências da Terra e Atmosféricas e membro do Grupo de Pesquisa Icnologia de sua universidade para a análise, tendo a avaliação conduzida pelo professor Murray Gingras.

Em depoimento na publicação do estudo pela revista da universidade, Gingras manifestou orgulho pela descoberta, afirmando que foi a segunda vez em 20 anos que um aluno nomeou um vestígio de fóssil: “Os fósseis são semelhantes em muitos aspectos às sondagens modernas na madeira por isópodes marinhos - esta foi uma descoberta notável e um testemunho da importância do trabalho dos nossos alunos”.