Notícias » Curiosidades

Estudo descobre que tubarões podem criar amizades duradouras

O tubarão-cinzento-dos-recifes não só se divide em comunidades específicas, como também possui um parceiro de caça

Ingredi Brunato Publicado em 13/08/2020, às 18h31

Tubarões nadando próximos.
Tubarões nadando próximos. - Divulgação/ Flickr

Em um estudo publicado na revista Proceeding of the Royal Society, pesquisadores americanos afirmam que existe uma espécie de tubarões que, diferentemente das outras, forma laços duradouros entre si. Trata-se dos tubarões-cinzentos-dos-recifes, que formam comunidades de até vinte indivíduos, e parcerias de caça que podem durar anos. 

A pesquisa foi feita através da inserção de chips rastreadores em quatro tubarões da espécie. E durante os quatro anos que se seguiram - que era o quanto a bateria dos chips durava - os cientistas puderam estudar todos os movimentos dos animais. 

Eles descobriram que os grupos de tubarões que se juntavam nos recifes de coral após as caçadas formavam comunidades que não se misturavam; e que cada comunidade tinha um ponto de encontro específico. Demonstrando um nível de relação social ainda mais complexo, cada tubarão tinha seu próprio parceiro de caçada dentro da comunidade, e as parcerias foram sempre as mesmas durante o período observado. 

Ainda não está claro para os especialistas de que forma os tubarões são capazes de reconhecer um ao outro (não é um mecanismo evolutivo que esteja presente em outras espécies, afinal). Já quanto ao hábito de formar “amizades”, especula-se que pode ter a ver com vantagens estratégicas durante as caçadas. 

Outros comportamentos que costumam estar presentes em espécies sociais não se repetem com os tubarões-cinzentos-dos-recifes, contribuindo para a teoria que essas parcerias são muito mais fruto de táticas de sobrevivência que algo similar à empatia. Talvez, em vez de amizade, os laços podem ser vistos como parcerias de negócios no ramo de caçar peixes.