Notícias » Arqueologia

Estudo revela arma mortal que foi crucial para o exército assírio há 2,7 mil anos

O armamento foi utilizado na conquista de Israel bíblica durante o século 7 a.C

Vanessa Centamori Publicado em 26/06/2020, às 15h57

Pontas de flechas usadas pelos assírios
Pontas de flechas usadas pelos assírios - Divulgação/Universidade de Tel Aviv

O exército assírio derrubou a região de Israel durante o reinado do rei da Assíria, Sergão II, que foi de 721 a 705 a.C. Pesquisadores israelenses agora descobriram uma arma que pode ter sido muito útil nessa conquista bélica: flechas de liga de cobre, usadas há 2,7 mil anos. 

Os especialistas acreditam que a descoberta pode ajudar também a entender outros momentos icônicos da história, que ocorreram depois dos assírios, nos séculos seguintes. Isso inclui a destruição babilônica de Jerusalém, em 586 a.C, por exemplo.

Ao jornal Jerusalem Post, o pesquisador Oded Lipschits, da Universidade de Tel Aviv, explicou que pontas de 359 flechas encontradas recentemente em Israel ofereceram um dia vantagens aos assírios. “Não há dúvida de que o exército assírio poderia contar com avanços tecnológicos significativos no campo de batalha. Ninguém poderia enfrentá-los quando sitiados”, disse Lipschits.

A pesquisa descreve como eram as flechas desse povo. Elas tinham soquetes e exibiam duas a três lâminas ou um ponto em forma de pirâmide. Ao ser estudada a evolução dessas armas até o período helenístico, o que chamou mais a atenção depois dos assírios foram os babilônios, que destruíram as cidades de Judá, incluindo Jerusalém.

"Pudemos ver uma mudança nas pontas das flechas usadas [pelos babilônios]. Sabemos de fontes históricas que o rei Nabucodonosor conquistou todo o levante, mas foi derrotado no Egito em 601 a.C e levou um ou dois anos para reconstruir seu exército. Este evento é refletido nas pontas das setas", comentou Lipschits.