Notícias » Brasil

“Eu sou democrático”, afirma Sérgio Reis em entrevista

Em conversa com o jornalista Roberto Cabrini, o cantor sertanejo falou sobre as recentes polêmicas envolvendo seu nome e pediu desculpas

Penélope Coelho Publicado em 23/08/2021, às 08h36

Sérgio Reis em entrevista
Sérgio Reis em entrevista - Divulgação/Youtube/Domingo Espetacular

Na noite do último domingo, 22, foi exibida na rede Record uma entrevista do cantor sertanejoSérgio Reis, de 81 anos. Na conversa com o jornalista Roberto Cabrini para o programa ‘Domingo Espetacular’, o artista comentou as recentes polêmicas envolvendo seu nome. As informações são do UOL

Na ocasião, Reis falou sobre a repercussão negativa de um áudio e de um vídeo que recentemente viralizaram nas redes. Em ambos, o cantor tenta convocar uma greve nacional de caminhoneiros em apoio ao presidente Jair Bolsonaro e contra o Supremo Tribunal Federal.

Sabe-se que na última sexta-feira, 20, Sérgio foi alvo de uma operação de busca e apreensão da Polícia Federal autorizada pelo STF, para investigar possíveis crimes contra a democracia.

Na entrevista, o artista falou sobre o caso e pediu desculpas:

“Eu errei, cara, quem que não erra, quem não faz uma bobagem um dia? Não me arrependo de nada, só essa frase infeliz que brinquei com um amigo e vazou, mas não é a realidade. [...] Quero me redimir com esse povo, desculpa”, disse em entrevista.

O cantor continuou dizendo que: “Até o Supremo [Tribunal Federal], se tiver algum pedido para me prender, aceito com respeito. Não saí daqui, não me escondi. Se 6h da manhã vier a Polícia Federal aqui em casa, eu me entrego. [...] Eu sou democrático, sou do bem, sou do amor”.

Na conversa, Sérgio também relatou estar chateado com a situação envolvendo seu nome:

"Fui massacrado esses dias [...] Não estava bem fisicamente, emocionalmente, para dar qualquer entrevista. Estou triste", afirmou.

Confira a entrevista completa: