Notícias » Estados Unidos

EUA: Dono de loja proíbe que clientes entrem em seu estabelecimento usando máscara e causa confusão

De acordo com uma rede de televisão norte-americana, o homem teria expulsado um consumidor do local com uma arma para intimidá-lo

Redação Publicado em 15/01/2021, às 09h31

Aviso na entrada do estabelecimento: "Pare! Máscaras não são permitidas na loja"
Aviso na entrada do estabelecimento: "Pare! Máscaras não são permitidas na loja" - Divulgação/Facebook

De acordo com reportagem publicada na última quinta-feira, 14, pelo UOL, um homem chamado Scott Cerkoney, usava uma política ‘anti-máscara’ em sua loja de presentes localizada no Arizona, Estados Unidos. O cidadão não deixava que clientes entrassem em seu estabelecimento usando máscara, o que gerou uma confusão que agora está sendo investigada pela polícia.

Segundo o canal de televisão AZ Family, filiado da CBS, recentemente, um cliente se recusou a entrar no local sem máscara e Cerkoney teria apontado uma arma de fogo para o consumidor, a fim de expulsá-lo do local.

Atualmente, as autoridades dos Estados Unidos estão investigando o caso, o homem ameaçado — que preferiu não se identificar — informou que irá colaborar com informações para a polícia.

Sabe-se que o uso de máscaras é recomendado pelas autoridades de saúde, já que as peças ajudam a diminuir os riscos de contaminação contra o novo coronavírus, contribuindo com a proteção da população. A Secretaria de Saúde Municipal e o Departamento de Serviços de Saúde do Arizona já foram alertados sobre o sistema anti-máscara que estava sendo utilizado na loja de Scott.