Notícias » Estados Unidos

EUA: Idosa chinesa de 79 anos é agredida por homem branco em São Francisco

Segundo a polícia, agressor já tinha histórico de atacar outro idoso asiático

Fabio Previdelli Publicado em 24/03/2021, às 13h19

Xiao Zhen Xie após ser agredida
Xiao Zhen Xie após ser agredida - Divulgação

Infelizmente, nos Estados Unidos, crimes de ódio contra asiáticos e seus descendentes vem aumentando no país. Um dos casos mais recentes aconteceu há uma semana, na quarta-feira passada, 17. 

Segundo o Extra, o caso em questão ocorreu enquanto Xiao Zhen Xie, uma chinesa de 79 anos, esperava para atravessar uma rua em São Francisco. Acontece que, nesse momento, ela sofreu uma agressão por um homem branco de 39 anos.  

Apesar de ter ficado ferida — com sangramento nos olhos, que ficaram roxos —, a idosa reagiu ao soco que levou, pegou um pedaço de madeira e começou a bater no agressor, que foi identificado como Steven Jenkins, gritando: “Seu vagabundo, seu vagabundo”, conforme relatou a emissora KPIX 5. 

O sujeito acabou sendo algemado em uma maca e foi levado para o hospital por policiais. As imagens da confusão viralizaram nas redes sociais e, desde então, Xie vem sendo chamada de heroína. Além disso, o que mais chamou a atenção nessa história é que ela venceu um câncer há alguns anos.  

"Ela disse que não devemos nos submeter ao racismo e devemos lutar até a morte, se necessário", disse John Chen, neto da idosa, à KPIX 5. "Estou surpreso com sua bravura. Foi ela quem se defendeu deste ataque não provocado". 

Além da agressão física, John diz que a avó também passou a sofrer com sua saúde mental, já que ela passou a ter receio de sair de casa e apresentou sintomas de estresse pós-traumático.  

Na tarde de ontem, 23, ele informou que o estado de saúde de sua avó apresentou melhoras significativas. "Quando visitamos nossa avó ontem e hoje [dias 22 e 23 de março], sua saúde física e mental geral melhorou. Seu olho não está mais inchado a ponto de não conseguir abri-lo. Ela agora está começando a se sentir otimista novamente e está de bom humor", celebrou. 

Como forma de ajudar no tratamento médico de Xiao Zhen, o jovem criou uma vaquinha online, que tinha como meta arrecadar 50 mil dólares, algo na casa dos R$ 276 mil. Porém, como a história sensibilizou muitos, as doações já ultrapassaram a marca dos 894 mil dólares — cerca de R$4,9 milhões.  

Xiao Zhen Xie sendo acalmada por policiais / Crédito: Divulgação

 

Com o dinheiro excedente, a idosa anunciou que repassará toda a quantia para a comunidade asiática de sua região. Residente de São Francisco há 26 anos, Xie declarou que quer ajudar pessoas da mesma origem dela que também sofrem de racismo.  

"Ela insiste em tomar essa decisão dizendo que esse problema é maior do que ela. Esta é a decisão da minha avó, do meu avô e da nossa família. Esperamos que todos possam entender nossa decisão", completou o neto. 

Já Jenkis foi preso no dia seguinte a agressão. Segundo o Departamento de Polícia, ele já havia sido identificado como autor de outro ataque a um idoso asiático. “Os investigadores estão trabalhando para determinar se o preconceito racial foi um fator motivador no incidente”, disse Robert Rueca, porta-voz do Departamento de Polícia de São Francisco, em um comunicado ao The Washington Post.