Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / EUA

EUA: Menina que foi vítima de massacre em escola tentou ligar para polícia

A pequena Amerie, de 10 anos de idade, foi uma das primeiras crianças a serem mortas pelo atirador

Redação Publicado em 26/05/2022, às 13h34 - Atualizado às 17h20

A menina Amerie em fotografia pessoal - Divulgação / GoFundMe
A menina Amerie em fotografia pessoal - Divulgação / GoFundMe

Uma das vítimas do massacre cometido pelo jovem Salvador Ramos, 18, em um escola do Texas, foi morta ao tentar ligar para a polícia, segundo informou a avó da criança. O crime ocorreu na última terça-feira, 24.

Amerie Jo Garza tinha apenas dez anos de idade e estava na 4º série da Robb Elementary School, que foi invadida pelo atirador. Ela foi uma das primeiras vítimas de Ramos, que matou ao todo 21 pessoas, sendo 19 crianças e 2 professoras.

De acordo com o portal de notícias UOL, em entrevista à People, a avó da menina, Berlinda Arreola, declarou que sua neta tentou discar 911 em seu celular a fim de pedir ajuda. No entanto, o homem acabou percebendo, de modo que atirou nela, pouco após entrar na escola.

"Ele poderia simplesmente ter tirado o telefone dela. Ele poderia simplesmente ter quebrado, feito alguma coisa. Mas ele atirou nela. Ela era uma heroína tentando ligar para o 911, para salvar ela e seus amigos", disse Arreola.

Irmã e aluna exemplar

Amerie era conhecida por ser bastante prestativa e protetora, especialmente com seu irmão mais novo, segundo afirmou a avó. Ela também foi um grande destaque em sua escola, tendo recebido o prêmio "Coração de Ouro" no ano passado, além de um certificado de honra mais recentemente.

Em seu perfil nas redes sociais, o pai da menina, Angel Garza, declarou inconformado: "Meu pequeno amor agora está voando alto com os anjos acima. Abrace sua família. Diga a eles que você os ama. Eu te amo, Amerie Jo”.