Notícias » Estados Unidos

EUA: Mulher decide se casar com homem condenado pelo assassinato de seu irmão

Após trocarem cartas, o casal se aproximou. Entenda o caso!

Penélope Coelho Publicado em 13/08/2021, às 07h57

Imagem do casamento em Cleveland
Imagem do casamento em Cleveland - Divulgação/Instagram/@kimlawcrimlaw

De acordo com informações publicadas na última quinta-feira, 12, pelo portal de notícias UOL, uma casa em Cleveland, Estados Unidos, foi palco para uma cerimônia de casamento no mínimo inesperada e realizada em prisão domiciliar.

Segundo revelado na publicação, na última semana, uma mulher chamada Crystal Straus se casou com John Tiedjen, homem que foi condenado pelo assassinato do irmão de Crystal.

O crime em questão aconteceu em 1989 e é repleto de inconsistências. De acordo com a reportagem, Tiedjen foi condenado à prisão perpétua pela morte do melhor amigo e irmão de Straus, Brian McGary. Contudo, o homem alega inocência.

De acordo com a reportagem, o casal se aproximou após diversas trocas de cartas entre eles, foi assim que a mulher passou a acreditar na versão do condenado.

“Nós dois tínhamos algo em comum, a perda de Brian. Começamos a conversar e simplesmente [a paixão] acendeu", disse Crystal em entrevista a TV 5News Cleveland.
 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Kimberly Kendall Corral (@kimlawcrimlaw)

 

Sobre o caso, sabe-se que vestígios de sangue do condenado foram encontrados na arma do crime e na roupa da vítima na época. Contudo, anos depois, a investigação foi reaberta e o homem foi transferido para prisão domiciliar.

“Eu não tive nenhuma queimadura de pólvora, nenhum resíduo de arma de fogo, nenhum sangue, nenhum corte, nenhum arranhão, nada em mim ou em minhas roupas", alega Tiedjen, em entrevista ao canal 5News Cleveland.