Notícias » Estados Unidos

EUA: Terceira mulher aponta que governador de Nova York cometeu assédio sexual

Andrew Cuomo é investigado por outras duas acusações — aprovadas formalmente pelo próprio político

Wallacy Ferrari Publicado em 02/03/2021, às 09h19

Andrew Cuomo durante pronunciamento
Andrew Cuomo durante pronunciamento - Getty Images

Horas após autorizar formalmente a investigação de duas queixas de assédio sexual de ex-funcionárias, o governador de Nova York, Andrew Cuomo, foi acusado que tentar praticar assédio com uma jovem de 33 anos, identificada como Anna Ruch.

Diferente dos dois casos em investigação, Anna nunca trabalhou com o democrata, mas relatou ao The New York Times que foi infortunada durante um casamento, em 2019.

Na ocasião, o político tocou a lombar da garota com as mãos através de um vestido aberto. Recusando o ato de Cuomo, ainda foi perguntada se poderia ser beijada.

Em entrevista ao jornal norte-americano, ela acrescentou que ficou "muito confusa, chocada e envergonhada" e que não soube reagir diante da situação: "Virei a cabeça e fiquei sem palavras", republicou o portal UOL.

As duas outras ocasiões são de Charlotte Bennett, uma ex-assessora, e Lindsey Boylan, uma ex-conselheira. Nos dois casos, o comportamento de Andrew foi descrito como inapropriado ao tenta realizar contato físico indesejado. Por escrito, o governador autorizou a investigação pelo foro normal durante a última segunda, 1.